Capitão Fausto regressam a Coimbra

0
429

Tomás Wallenstein, Domingos Coimbra, Manuel Palha, Francisco Ferreira e Salvador Seabra. Os cinco formam a banda Capitão Fausto e estão, desde fevereiro, a passar pelos vários teatros de Portugal. No dia 21 de abril lançam a âncora no Teatro Académico de Gil Vicente, depois de passarem por 10 teatros do país. Apresentam, pela primeira vez em Coimbra, o novo álbum “Capitão Fausto tem os dias contados”, já no próximo dia 21 de abril no TAGV.

São pouco mais de 30 os minutos de música que compõem “Capitão Fausto tem os dias contados”.

Lançado em 2016, é um disco “em modo pop recheado de primor e requinte, que contam as estórias de vida de cada um dos Capitão Fausto”. A banda afirma-se “como a voz de uma geração”. Os músicos descrevem-se de uma forma simples. São “uma banda rock de Lisboa”, dizem. “Porque é assim que se sentem e é assim que vivem”.

Mas foi em 2011 que esta banda surge no panorama da música portuguesa, com Gazela. Um álbum recheado de músicas mais juvenis, sempre num registo pop.

O segundo álbum surge três anos depois: PESAR O SOL. Começam, assim, a percorrer Portugal através de concertos em grandes e pequenos festivais, clubes e teatros.

Com “Capitão Fausto tem os dias contados” chegam ao primeiro lugar do Top Cision (que avalia a visibilidade mediática dos artistas nacionais). Em menos de uma semana esgotaram os concertos de apresentação deste novo álbum. Têm passagem pelos vários festivais de verão portugueses: Rock in Rio, Super Bock Super Rock, Festival de Paredes de Coura, Festival Sol da Caparica.

O novo álbum valeu à banda, em 2017, o título de Melhor Tema de Música Popular, nos Prémios Autores 2017, da Sociedade Portuguesa de Autores, pela música AMANHÃ TOU MELHOR. Foi ainda considerado, pela equipa da revista Blitz, o melhor álbum de 2016.

A passagem por Coimbra torna-se obrigatória na Digressão n’Os Teatros, sendo o Teatro Académico de Gil Vicente que acolhe os cinco músicos, percorrendo caminho pelos seus três álbuns. O espetáculo acontece dia 21 de abril, pelas 21h30 (bilhetes a 12 ou 10 euros com desconto).

DEIXE UMA RESPOSTA