Conheça todo o programa da visita do Papa a Fátima

0
339

O Papa Francisco vai ser “peregrino” em Fátima pela primeira vez, a partir de hoje, por ocasião do Centenário das Aparições, canonizando os pastorinhos Francisco e Jacinta Marto.

A viagem vai começar às 14h00 (menos uma em Lisboa), no aeroporto de Fiumicino, seguindo o voo papal para a Base Aérea de Monte Real, onde tem chegada previstas para as 16h20 locais.

Ainda em Monte Real decorre a cerimónia de boas-vindas e, às 16h35, um encontro privado com o presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

Às 16h55, Francisco vai fazer uma visita à Capela da Base Aérea, onde rezaram Paulo VI (1967) e João Paulo II (1991), cumprimentandomilitares com seus filhos doentes.

A deslocação para o Estádio de Fátima, em helicóptero, tem início previsto para as 17h15 e uma duração de 20 minutos, antecedendo a deslocação para o Santuário de Fátima, em papamóvel.

O primeiro momento da agenda do Papa no Santuário será a visita à Capelinha das Aparições, às 18h15, para um momento de oração, antes de oferecer a terceira Rosa de Ouro ao Santuário.

O Papa Francisco vai dirigir uma saudação aos peregrinos, pelas 21h30, aquando da bênção das velas, na Capelinha das Aparições, seguindo-se a recitação do Rosário.

programa de dia 13 de maio, sábado, começa às 09h10, num encontro com o primeiro-ministro português, António Costa, na Casa de Nossa Senhora do Carmo.

Pelas 09h40, o Papa vai fazer uma visita à Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, onde estão sepultados os Pastorinhos de Fátima.

Francisco vai cumprimentar o sacerdote português mais idoso, o padre Joaquim Cunha, com 104 anos, no dia 13 de maio, antes de presidir à Missa no recinto do Santuário de Fátima.

Eucaristia da peregrinação internacional aniversária de maio, no Centenário das Aparições, tem início previsto para as 10h00, no recinto de oração do Santuário; durante a celebração, o Papa Francisco vai proferir a sua única homilia em Fátima e dirigir uma saudação aos doentes.

A Missa a que o Papa vai presidir inclui, no seu início, o rito de Canonização de Francisco e Jacinta Marto.

A procissão de entrada inclui o andor com a imagem de Nossa Senhora e os dois relicários em forma de candeias com as relíquias de Francisco e Jacinta, transportados pela postuladora da Causa da Canonização dos dois Pastorinhos, irmã Ângela Coelho, e pelo assessor da Postulação, Pedro Valinho Gomes, ladeados por cerca de 20 crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 9 e os 16 anos.

Antes da ladainha dos santos, com referências a várias figuras portuguesas, o bispo de Leiria-Fátima pede formalmente ao Papa que os dois pastorinhos sejam inscritos no “catálogo dos santos” e apresenta uma breve biografia de ambos.

Francisco profere, em seguida, a fórmula de canonização, em português: “Em honra da Santíssima Trindade, para exaltação da fé católica e incremento da vida cristã, com a autoridade de nosso Senhor Jesus Cristo, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e Nossa, depois de termos longamente refletido, implorado várias vezes o auxílio divino e ouvido o parecer de muitos Irmãos nossos no Episcopado, declaramos e definimos como Santos os Beatos Francisco Marto e Jacinta Marto e inscrevemo-los no Catálogo dos Santos, estabelecendo que, em toda a Igreja, sejam devotamente honrados entre os Santos. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

A família da criança brasileira curada por intercessão dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto vai participar no cortejo de apresentação dos dons, na Missa presidida pelo Papa a 13 de maio.

No total, estão previstas quatro intervenções do Papa, na Cova da Iria, todas em português.

Após a Missa vai decorrer o almoço com os bispos de Portugal, na Casa Nossa Senhora do Carmo.

A cerimónia de despedida está marcada para a Base Aérea de Monte Real, às 14h45, de onde parte o voo papal, às 15h00, em direção ao Aeroporto de Roma/Ciampino, com chegada prevista para as 19h05 locais.

DEIXE UMA RESPOSTA