Back

Lousã Trail é primeira prova a integrar o circuito internacional Salomon Trail

Pela primeira vez, uma prova nacional integra o circuito internacional Salomon Golden Trail Series. O LOUZAN TRAIL, na Serra da Lousã, foi o evento escolhido pela organização da Salomon Golden National Series para “abrir” a edição deste ano do circuito e ombrear com provas míticas como a Maratón Del Meridiano(2 de Fevereiro, La Frontera-El Hierro, nas Canárias, Espanha), o Trail Cap de Creus (7 de Abril, Costa Brava, Espanha), a Zegama Aizkorri (2 de Junho, País Basco, Espanha) e a Grande final na Sky Pirineu (5 de Outubro, Catalunha, Espanha).

Nos dias 26 e 27 de Janeiro, o LOUZAN TRAIL, organizado pelo Montanha Clube Trail Running, dá a conhecer os trilhos outrora calcorreados pelos habitantes da região, a milhares de atletas, numa edição que marcará definitivamente a afirmação do evento no panorama internacional. 

“A entrada no circuito Golden Trail Series é o reconhecimento, ao mais alto nível, da qualidade do LOUZAN TRAIL. Apesar de em 2018 termos acolhido atletas oriundos de locais tão distantes como a Argentina e o Japão, sabemos que será a edição de 2019 que nos colocará definitivamente no circuito internacional. Esta projeção permitir-nos-á atrair patrocinadores e investidores que, esperamos, nos permitam avançar com projectos de cariz permanente para a valorização dos trilhos da Serra da Lousã”, destaca Ana Sêco, da organização.

Em nome da organização do circuito Salomon Golden Trail Series, José Guimarães, do marketing da Salomon/Suunto Portugal, refere: “O LOUZAN TRAIL não é uma prova desconhecida para a Salomon. Na verdade, não só a marca tem seguido com interesse as edições anteriores da prova, como os seus atletas conhecem bem o potencial da Serra da Lousã, sendo habitual para eles treinar nesses trilhos. A filosofia por detrás do trail running implica uma conexão profunda do atleta com o meio envolvente. Correr nos trilhos da Serra da Lousã permite a catarse do atleta, o seu regresso às origens e uma ligação à história natural do nosso país. Afinal, os trilhos que ligam as Aldeias do Xisto, agora recuperados para a prática da modalidade, foram durante centenas de anos percorridos pelos habitantes da serra.”

Publicar comentário

Share This