Back

Cáritas visita barracões que apoiou na reconstrução no concelho de Tondela

A Cáritas esteve ontem no concelho de Tondela, numa visita a 4 de 12 barracões que reconstruiu, na sequência dos incêndios de outubro de 2017, em parceria com Juntas/Uniões de Freguesia e Câmara Municipal de Tondela.

Num primeiro momento, o presidente da Cáritas de Viseu, Monteiro Marques, foi recebido no salão nobre da Câmara Municipal de Tondela, onde deu a conhecer o processo de reconstrução destes 12 barracões no concelho de Tondela, cujo investimento rondou os 100 mil euros.

A reconstrução destes barracões ocorreu nas freguesias de Dardavaz, Lajeosa do Dão, Tonda e Lobão da Beira e na União de Freguesias de Mouraz e Vila Nova da Rainha.

Nesta ocasião, Monteiro Marques aproveitou ainda para fazer um balanço da atividade desta instituição, informando que, de janeiro até setembro deste ano, tiveram 1.720 atendimentos, atendendo 620 famílias.

O presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, recordou as prioridades do pós-incêndios de outubro de 2017, centradas da reconstrução das habitações permanentes que tinham sido atingidas pelas chamas.

No que toca o apoio a pequenos agricultores, aludiu a um primeiro momento em que tiveram de declarar prejuízos, ficando grande partes destes agricultores, na altura, convictos de que tal correspondia a uma candidatura para apoio.

“Houve alguma indefinição e muitas pessoas não tiveram oportunidade para formalizar, num segundo momento, a candidatura. Na generalidade do nosso concelho, muitas pessoas tiveram grande prejuízo nesta área, sem que tivessem suporte, ou o apoio insuficiente ou ainda porque não materializaram a candidatura”, referiu.

No seu entender, esta foi “a franja das vítimas que ficou com pior resposta”.

“O apoio da Cáritas, em articulação com presidentes de junta e paróquias, ajudou, em alguns casos, a resolver problemas que se assim não fosse eram irresolúveis. Num caso de Lobão da Beira, não fosse o apoio da Cáritas na contrapartida do agregado familiar para ir buscar o apoio do Ministério da Agricultura, não teria sido possível, pois o agregado não tinha capitais próprios”, apontou.

Já a vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Tondela, Sofia Ferreira aludiu à gratidão que o Município tem para com a Cáritas, “com quem foi um gosto trabalhar, acima de pela vontade que demonstraram em querer ajudar e pela sensibilidade que demonstraram”.

“Trouxeram um novo alento a estas famílias”, sustentou.

No final da conferência de imprensa, foi feita uma visita a três barracões na freguesia de Dardavaz e a um outro na freguesia de Lobão da Beira.

Se nos primeiros três a reconstrução foi financiada pela Cáritas, no último caso contou com o apoio do Ministério da Agricultura e da Cáritas.

Publicar comentário