Back

GNR deteta nove migrantes encurralados na ilha de Inousses na Grécia

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através de militares destacados na ilha Chios, no âmbito da missão da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX), ontem, detetaram 9 migrantes, numa zona rochosa e inacessível, na ilha de Inousses – Grécia.

Durante uma ação de patrulhamento marítimo, os militares da GNR foram alertados para uma situação de busca e resgate, em que migrantes poderiam estar junto à orla costeira de Monastiri Oinouson, na ilha de Inousses.

“Os militares com o auxílio de equipamentos óticos, acabaram por encontrar um grupo de migrantes encurralados, numa zona de escarpa e bastante rochosa, o que não permitia a aproximação da embarcação e efetuar o resgate pelo mar. Assim, os militares informaram as autoridades helénicas, de forma a que os migrantes fossem resgatados a partir de uma equipa terrestre”, revela hoje a GNR em comunicado enviado à CentroTV.

O grupo era constituído por 9 migrantes, dos quais uma criança, com 5 anos, uma mulher e sete homens, tendo sido resgatados por uma força grega, através de escala com o auxílio de cordas.

A GNR, nesta missão da FRONTEX, desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas.

Publicar comentário