Back

Igualdade debatida na Lousã

O presidente da CIM Região de Coimbra afirmou, ontem, na abertura do II Encontro Distrital de Boas Práticas na Igualdade, Cidadania e Não Discriminação, na Lousã, que a “preservação e exaltação da dignidade da pessoa humana deverão estar na base dos planos de ação centrados no apoio direto às pessoas”.

João Ataíde afirmou que a CIM RC, “no seu desempenho intermunicipal, tem o dever da partilha do saber e das boas práticas”, cumprido através do programa “Região de Coimbra, Formar para a Igualdade, que foi apresentado por Susana Ferreira e que se desenvolve junto da comunidade, nos 19 municípios.

O responsável da CIMRC realçou a importância da realização do Encontro Distrital porque “existem ainda grandes desafios à nossa frente e, se até agora trabalhámos o aspeto teórico, agora estamos concentrados no plano de ação.

O Plano Nacional da Inclusão Social e Emprego é absolutamente prioritário e tendo estado consagrado no atual quadro comunitário, já está a ser integrado no Programa 2030” – considera João Ataíde, depois de citar a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia.

O Encontro Distrital de Boas Práticas Igualdade, Cidadania e Não Discriminação decorreu no Palácio da Lousã com organização da Câmara Municipal, Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género da Presidência do Conselho de Ministros e Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra. O evento integrou programa da Semana da Igualdade na Diversidade da Lousã, de 27 de novembro a 7 de dezembro.

Publicar comentário