Back

Morreu Albet Uderzo um dos criadores de Astérix

O desenhador Albert Uderzo, que com René Goscinny criou Astérix, morreu hoje, aos 92 anos, vítima de ataque cardíaco.
 
Uderzo, que tinha uma preferência assumida por Obélix, deixou as aventuras da dupla dos gauleses mais valentes do mundo em 2011.
Uderzo iniciou a sua carreira de artista em Paris a seguir à guerra, em 1945, com Flamgerge ou Clopinard, um pequeno idoso perneta que vence todas as contrariedades.
 
Já em 1947-1948, cria novos personagens, tais como Belloy e Arys Buck.
 
Uderzo conhece Goscinny em 1951. Tornam-se grandes amigos, e em 1952 decidem trabalhar juntos na delegação de Paris da empresa belga World Press. Os seus primeiros trabalhos foram Oumpah-pah, Jehan Pistolet e Luc Junior. Em 1958, as aventuras de Oumpah-pah são adaptadas e publicadas na revista Le Journal de Tintin, até 1962.
 
Em 1959, Goscinny torna-se editor e Uderzo diretor artístico da revista de banda desenhada para crianças Pilote criada em 29 de outubro. A primeira edição da revista publica pela primeira vez a série Asterix, a qual torna-se um êxito na França até hoje. Em 1961, após dois anos a serem publicadas na revista Pilote, as histórias da nova série são publicadas individualmente em livro – o primeiro, chamando-se Asterix, o Gaulês.
 
Em 1967, depois do êxito do primeiro livro, ambos os autores decidem dedicar-se apenas a essa série.
 
Mesmo depois da morte prematura de Goscinny em 1977, Uderzo segue a ilustrar os livros da série (a uma média de 1 álbum a cada 3 a 5 anos, comparados aos dois livros, por ano, em vida de Goscinny). A autoria dos livros ainda indica Goscinny e Uderzo.

Publicar comentário