Back

Novo PDM de Aveiro entrou hoje em vigor

Entrou em vigor hoje o novo Plano Diretor Municipal (PDM) de Aveiro.

“Este novo PDM de Aveiro é materializado em consequência do processo da primeira Revisão do PDM, e constituiu uma aposta central e estratégica da Câmara Municipal de Aveiro (CMA) no processo de capacitação, estruturação, qualificação e desenvolvimento do Município de Aveiro, integrado numa operação de reformulação total do planeamento municipal, com a introdução de inovação nas componentes e na estratégia de elaboração”, anuncia a autarquia em comunicado enviado à CentroTV.

Aprovado pela Câmara Municipal e pela Assembleia Municipal, a Revisão do PDM “obteve ainda a aprovação por unanimidade da Comissão Consultiva, órgão que integra 33 entidades, incluindo a CMA, num trabalho realizado por uma Equipa Técnica da CMA que demonstrou elevada capacidade técnica e extraordinário nível de empenho nesta importante tarefa que envolveu muitas das unidades orgânicas da CMA sob a coordenação da Chefe de Divisão do Planeamento do Território, com a liderança do Presidente da CMA”, salienta a edilidade.

Com este plano “assumimos para Aveiro uma visão centrada na promoção da qualidade de vida para todos, na valorização e integração dos recursos naturais e dos recursos humanos altamente qualificados, apostando na inovação, na investigação e internacionalização, no estímulo à coesão social, à participação e promoção da cidadania ativa e no trabalho em rede entre entidades parceiras, com lugar de destaque para a Universidade de Aveiro”.

A cidade de Aveiro é “já muito mais do que o núcleo central e histórico: transcendeu esta fronteira da antiga EN 109 e passou a ser limitada pela sua Via de Cintura Urbana, formada pela A25 (entre o nó do Estádio e o nó das Pirâmides) e pela A17 (entre o nó do Estádio e o nó das Quintãs / Póvoa do Valado)”, refere ainda o município.

Dessa Via de Cintura Urbana, “claramente estruturante do território, irradiam as vias que são o garante do sistema urbano conexo do Município, das acessibilidades principais a todas as áreas urbanas que constituem o anel que rodeia o núcleo mais central e integram a cidade nova que formalizamos com este novo PDM, nomeadamente, os aglomerados de Cacia, Esgueira, Azurva, Santa Joana, São Bernardo e Aradas, onde grande parte da população habita e onde as vivências e as dinâmicas socioeconómicas e de mobilidade traduzem o caráter claramente urbano de uma cidade nova. São espaços que funcionam cada vez mais em conjunto e com vivências integradas, reforçando sinergias, e onde a densidade populacional é uma realidade indutora da otimização dos equipamentos e serviços existentes”.

Neste contexto, o PDM procura promover, em toda esta área da nova cidade de Aveiro, “consistência urbana e motivos adicionais de atração de população, firmando cada vez mais a elevação do nível de qualidade de vida”, sublinha.

2Destaca-se, também, o reforço e a estruturação das Áreas de Atividades Económicas (AAE), integradas em rede e associadas aos polos de acessibilidades, dinamizando o tecido económico e criando novos motivos para a atração e fixação de população, proporcionando maior intensidade de vivência à própria Cidade e ao Município, neste conceito em que se apresenta atualmente. Destaque para as AAE Aveiro Norte (Taboeira / Cacia), Aveiro Centro (Eixo / Oliveirinha) e Aveiro Sul (Mamodeiro), assim como para a definição nova da área do Parque de Ciência e Inovação a sul do Município, na zona do Crasto”, diz a autarquia.

Nas povoações mais periféricas, que ficam na sua maioria para nascente da Via de Cintura Urbana da cidade de Aveiro, com exceção para a posição excêntrica e costeira de São Jacinto, “apostou-se no reforço das qualidades endógenas, valorizando o seu potencial intrínseco, respondendo-se de forma adequada à escala urbana existente e às funções relevantes que prestam ao território Municipal, assim como às necessidades identificadas”.

A edilidade pretende ainda apostar na “valorização do território de São Jacinto, que assume uma capital importância na relação do Município com o Mar e também com a Ria, a barra e o porto de Aveiro, além da presença marcante do Regimento de Infantaria Nº 10 (com trabalho no âmbito do Turismo Militar), da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto e da oferta dos dois Parques de Campismo do Município”.

Publicar comentário