Back

Ordem dos Médicos do Centro desafia Ministério da Saúde a revelar listas de espera dos hospitais da região

“Perante as graves falhas detetadas pelo Tribunal de Contas e pela Grupo Técnico Independente no relatório ‘Avaliação dos Sistemas de Gestão do Acesso a Cuidados de Saúde no Serviço Nacional de Saúde’, em que foram encontradas adulterações das listas de espera para consultas e usados indevidamente mecanismos para mudar datas de inscrição para cirurgias”, a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos exorta o “Ministério da Saúde a revelar qual é a verdadeira dimensão das listas de espera em cada um dos hospitais da região Centro”.

“Para que exista uma real transparência do sistema e para que os doentes possam ser encaminhados para as unidades de saúde, tendo em conta a verdadeira dimensão da lista de espera, é preciso que exista verdade num processo que foi manchado pela alteração administrativa da lista de espera”, justifica o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.

Afirma Carlos Cortes: “Estamos perante uma situação de enorme gravidade, que já tinha sido detetada pelo Tribunal de Contas e agora por uma comissão independente cujo relatório foi sonegado durante 6 meses pelo próprio Ministério da Saúde. As pessoas deixam de ter confiança no Ministério da Saúde quando são enganadas desta forma inadmissível”.

“Esta situação não poderá ficar impune, caso contrário todo o sistema ficará completamente desacreditado. No ano em que se assinalam os 40 anos do SNS não pode pairar nenhuma dúvida sobre o funcionamento das listas de espera, pelo que a Ordem dos Médicos solicitou já uma explicação ao Ministério da Saúde com caráter de urgência”, conclui.

Publicar comentário