Back

Os rios em debate no Exploratório com Pedro Proença e Cunha

A edição 2019 do ciclo Pontos nos iii – Science Beer Talks encerra quarta-feira, 4 de dezembro, às 18h30, no Exploratório, com o tema “Os rios – sistemas naturais dinâmicos que registam a evolução das paisagens, ambientes e comunidades biológicas”.

Pedro Proença e Cunha, professor catedrático de Geologia no Departamento de Ciências da Terra da Universidade de Coimbra e investigador do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente da UC, estará à conversa com o público. Entrada livre.

 Pedro Proença e Cunha, investigador do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, é também o responsável pelo Laboratório de Sedimentologia do Departamento de Ciências da Terra da Universidade de Coimbra (UC) e subdiretor do mesmo departamento.

Esta quarta-feira, 4 de dezembro, das 18h30 às 19h30, estará no Exploratório- Centro Ciência Viva de Coimbra a pôr os Pontos nos iii com o ciclo Science Beer Talks. Desta vez, a sessão de conversas com cientistas acompanhadas por cerveja artesanal Praxis conta com a presença do investigador do Departamento de Ciências da Terra da UC, com o tema “Os rios – sistemas naturais dinâmicos que registam a evolução das paisagens, ambientes e comunidades biológica”.

O tema em análise nesta edição Pontos nos iii é o próprio investigador quem o explica: “Os rios constituem ecossistemas delicados que integram um regime hídrico, sedimentos e comunidades biológicas. Os rios respondem a perturbações tectónicas, às variações climáticas que modificam o caudal e volume de sedimentos, a modificações no declive e no nível de base (geralmente o mar)”.

E, acrescenta ainda o especialista relativamente à importância deste conhecimento, “O registo sedimentar e geomorfológico dos rios constituem valiosos arquivos continentais da evolução do clima, da paisagem e das comunidades humanas primitivas. Esse conhecimento permite melhor entender os processos no presente e prever o futuro. Os sedimentos dos rios têm servido como recursos geológicos para a Sociedade (balastros, carvões, argilas, etc.), mas mais recentemente também constituem património geomorfológico (relevância científica e turística)”.

Pedro Proença e Cunha realiza investigação em Estratigrafia, Sedimentologia, Geomorfologia, Neotectónica, Geoarqueologia e Datação por Luminescência. Estudou diversificados registos sedimentares do Jurássico ao Quaternário (sucessões sedimentares fluviais a marinhas) bem como dinâmica sedimentar atual (fluvial, estuarina, eólica e litoral) em Portugal central. É autor de cerca de cento e cinquenta artigos em revistas e livros científicos.

Com esta sessão, chega ao fim o ciclo 2019 de Pontos nos iii – Science Beer Talks, que promete regressar já em janeiro de 2020, dando início ao quinto ano de conversas com investigadores do Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra. O ciclo que agora encerra com Pedro Proença e Cunha, contou com a participação de Manuela Grazina, Rui Lobo, Helena Freitas, Hermes Costa, Cristina Robalo Cordeiro, Jaime Silva, Paulo Trincão, Carlos Fiolhais, Jorge Paiva e António Pedro Pita.

Publicar comentário