Back

Penela, Góis e Tábua recebem o ‘Teatro Mais Pequeno do Mundo’

Penela, Góis e Tábua vão ter espetáculos do “Teatro Mais Pequeno do Mundo”.

‘O Teatro Mais Pequeno do Mundo’ é uma proposta do programa ‘Coimbra Região de Cultura’ que tem como objetivo levar o teatro às pessoas de uma forma mais envolvente e intimista.

O projeto do encenador Graeme Pulleyn vai estar junto à Escola EBI Infante D. Pedro, em Penela, no dia 8 de março, sexta-feira, pelas 14h20. No dia seguinte, 9 de março, a rouloute do ‘Teatro Mais Pequeno do Mundo’ vai estar junto à Casa da Cultura de Góis a partir das 21h00. Segue viagem para o Pavilhão Multiusos de Tábua, onde vai marcar presença na Tábua de Queijos e Sabores da Beira, no dia 10 de março, domingo, às 16h00.

O ponto de partida d ‘O Teatro Mais Pequeno do Mundo’ é uma roulote clássica – ‘Penélope’ – que deixou de ser o meio de transporte de férias de uma família, para passar a ser o lar do ‘Teatro Mais Pequeno do Mundo’. Aqui procura-se que as pessoas se envolvam em curtas metragens teatrais que pretendem, sobretudo, aproximá-las dos artistas.

O tema desta edição ‘Debaixo do capuz – Histórias de devorar e chorar por mais’ convida o público a juntar-se aos artistas “debaixo do capuz, para saborear os contos com uma pitada de subversão”. Uma jornada envolvente, que destrona o célebre “viveram felizes para sempre”, e que faz questionar “onde mora afinal a felicidade, a verdade, a justiça e a moral neste mundo moderno”.

O ‘Teatro Mais Pequeno do Mundo’ vai ainda viajar pelos municípios da Mealhada (21 de março), Lousã (27 de março), Oliveira do Hospital (29 de março), Soure (30 de março), Vila Nova de Poiares (2 de abril), Arganil (3 de abril), Penacova (4 de abril), Condeixa-a-Nova (5 de abril) e Mortágua (31 de maio).

‘Coimbra Região de Cultura’ é uma rede de programação patrimonial e cultural que está a implementar mais de 150 iniciativas, sempre com entrada livre, nos 19 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

Teatro, música e dança são algumas das artes que se cruzam nesta rede de iniciativas pluridisciplinares que integra espaços patrimoniais, museológicos, centros históricos e recintos culturais, promovendo a valorização turística dos bens patrimoniais da Região.

Publicar comentário