Back

Planalto Beirão mantém recolha dos resíduos e procede à desinfeção de contentores e ecopontos

A Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão (AMRPB) mantém recolha, transporte e tratamento dos resíduos sólidos urbanos e está a proceder à desinfeção de contentores e ecopontos, nos 19 municípios que englobam a associação.

A Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão – com sede no Borralhal, Campo de Besteiros, no concelho de Tondela – é constituída por 19 municípios dos distritos de Coimbra, Guarda e Viseu.

Fazem parte os municípios de Aguiar da Beira, Carregal do Sal, Castro Daire, Gouveia, Mangualde, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, Santa Comba Dão, S. Pedro do Sul, Sátão, Seia, Tábua, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.

“Apesar dos constrangimentos relacionados com o atual quadro de pandemia epidemiológica do Covid19, a Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão (AMRPB), enquanto entidade gestora de resíduos sólidos urbanos, ciente das suas responsabilidades para com os municípios associados, mantém todos os serviços previstos no âmbito das suas valências”, adianta em nota de imprensa.

Acrescentando que “atendendo à conjugação da evolução da situação de pandemia na área de influência com a necessidade de controlar fatores de risco associados às operações de recolha, transporte e tratamento de rsu, a AMRPB irá desenvolver todos os esforços para cumprir com os compromissos assumidos, mesmo com os ajustamentos que se mostrem devidos”.

De forma a “melhorar as condições de saúde/salubridade pública, a AMRPB desencadeou uma operação de desinfeção de contentores de resíduos sólidos urbanos e de ecopontos. Nesse sentido, foram implementados procedimentos de desinfeção, não nociva à saúde, para a totalidade da capacidade instalada de deposição de resíduos, independentemente da sua tipologia: superfície ou subterrânea, com efeitos a partir de hoje”.

A realização deste trabalho “prosseguirá nas próximas semanas como medida de contenção da pandemia epidemiológica do Covid19”.

Publicar comentário