Lusiaves já contratou 69 pessoas das 80 vagas para populações afetadas pelos fogos

0
933

O Grupo Lusiaves já recrutou 69 pessoas das 80 vagas exclusivas para a população afetada pelos incêndios, contratações que decorreram de oito sessões de recrutamento realizadas nas localidades dos incêndios.

O Grupo vai continuar a recrutar, de modo a preencher as 11 vagas ainda disponíveis, sendo que todos os interessados destas regiões podem contactar a empresa por telefone ou dirigir-se aos Centros de Empregos destas localidades.

A presença do Grupo Lusiaves nos concelhos de Pedrogão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, no qual deu a conhecer as condições de trabalho, resultou numa primeira fase na contratação de 27 pessoas destas 69.

Estes 27 colaboradores receberam já formação, com acolhimento e integração nas instalações da Marinha das Ondas e deram início às funções como operadores de produtos alimentares. As restantes 42 vagas foram preenchidas depois de mais 4 sessões de recrutamento, que decorreram na semana passada.

Os colaboradores desta segunda fase iniciaram funções no dia 18 de julho. A par destas vagas, o Grupo Lusiaves disponibiliza a estes colaboradores o transporte gratuito diário, um serviço assegurado em parceria com a Transdev.

O Grupo já demonstrou o interesse em construir três unidades na zona afetada pelos incêndios, que levará, posteriormente, à criação de 300 novos postos de trabalho, lugares que estão reservados, a convite do Grupo, primeiramente aos colaboradores das 80 vagas, que assim passarão a trabalhar mais perto das suas casas.

O Grupo Lusiaves é líder do mercado avícola nacional e conta atualmente com 3.200 colaboradores diretos e 2.000 indiretos.

DEIXE UMA RESPOSTA