Back

Câmara da Lousa paga metade da despesa de certificação do mel a apicultores

O executivo municipal da Lousã aprovou, hoje, por unanimidade, um apoio equivalente a 50 por cento da despesa do processo de certificação – até ao valor de 50 euros por apicultor – exclusivo aos apicultores do concelho da Lousã e sócios da Cooperativa Lousãmel que procedam à certificação e participem na XXX Feira do Mel e da Castanha.

“A certificação é fruto de um trabalho desenvolvido, tendo como objetivo uma maior qualidade para o consumidor final e que estimula a adoção de boas práticas no maneio das colmeias e das abelhas”, refere hoje a autarquia em nota de imprensa enviada à CentroTV.

Esta medida tem como objetivo um “apoio mais direto e efetivo à atividade apícola – uma atividade importante no Concelho nomeadamente para a dinamização da economia local – e à valorização de um produto de excelência do território, o Mel DOP Serra da Lousã”.

De referir que, entre 15 e 17 de novembro, decorre a 30.ª edição da Feira do Mel e da Castanha, um evento organizado pela Câmara Municipal, em parceria com a Cooperativa Lousãmel, que se destaca por ter sido a primeira a comercializar unicamente mel certificado.

“Tem-se revelado, ao longo dos anos, um evento de sucesso e que marca o calendário cultural e gastronómico e que continuará a ser uma aposta clara na programação da autarquia”, adianta.

O certame conta com a participação de apicultores, produtores e comerciantes de castanha e outros produtos endógenos, instituições diversas e projetos escolares.

Ao longo dos anos o certame “afirma-se como a melhor feira nacional de mel e castanha do país, sendo de salientar que o elevado número de visitantes que se reflete no negócio, tendo sido vendido, por exemplo, pelos diversos agentes que participaram no evento no ano de 2018, cerca de uma tonelada de mel DOP Serra da Lousã e duas toneladas de castanha”.

Publicar comentário