Back

Clã ao vivo no espetáculo Montanha-Russa no Convento São Francisco

O Grande Auditório do Convento São Francisco acolhe, no sábado, dia 8 de junho, pelas 21h30, o projeto teatral “Montanha-Russa”, uma criação de Miguel Fragata e Inês Barahona, que conta com a participação, ao vivo, dos músicos Manuela Azevedo e Hélder Gonçalves, da banda portuense Clã.

“Montanha-Russa” é uma extraordinária viagem de descoberta, ou redescoberta, da adolescência, conduzida pelas histórias pessoais de quatro personagens de épocas diferentes.

“Montanha-Russa” é uma criação da dupla Miguel Fragata e Inês Barahona, a que se junta Hélder Gonçalves, também responsável pela composição musical, e Manuela Azevedo, que estarão em palco com Miguel Ferreira, também dos Clã, e o músico Nuno Rafael. O elenco conta ainda com Anabela Almeida, Bernardo Lobo Faria e Carla Galvão. Um espetáculo em que o teatro e a música disputam o palco, desafiando as convenções do “teatro musical” como quem desafia as leis da gravidade num loop.

“Montanha-Russa” mergulha na adolescência. Retira-a do lugar dos lugares-comuns e procura aproximá-la da dimensão da intimidade. Uma dimensão secreta, privada, interior, mas que vive no desejo de ganhar um palco onde se possa exibir. É o diário deixado em cima da mesa, o diário destilado nas redes sociais, ou o diário perigosamente transportado para o liceu: uma intimidade a gritar “leiam-me!”, uma geração a querer fazer-se ouvir ao som da música.

O extenso trabalho de pesquisa que deu origem a “Montanha-Russa” fez-se junto de várias centenas de adolescentes, no território nacional e também na região da Normandia, em França. Diários escritos por adolescentes, entre as décadas de 1970 e de 2000, letras de canções, filmagens, entrevistas a jovens sobre questões que os preocupam, foram o ponto de partida para o espetáculo que se apresenta, numa sessão única, em Coimbra, no Grande Auditório do Convento São Francisco.

Publicar comentário