Back

Exposição fotográfica Moscow XXI de André Kuzer em Coimbra

Vai ter lugar a inauguração da exposição de fotografias “Moscow XXI” de André Kuzer, no dia 25 de janeiro,sexta-feira, pelas 18h00, na sala de exposições temporárias do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha. Exposição patente até dia 24 de fevereiro com entrada livre.

Moscovo sempre se esforçou para ser a capital mais perfeitamente planeada do mundo. No entanto, a realidade é uma metrópole composta de planos urbanísticos sobrepostos que se expandem até ao infinito, em círculos concêntricos, o que lhe confere uma escala urbana difícil de equiparar.

Do seu coração, o Kremlin, até aos afastados e tranquilos blocos de apartamentos suburbanos; dos sofisticados arranha-céus em estilo gótico de Estaline, às torres que representam o Séc. XXI de autores internacionalmente reconhecidos; do construtivismo soviético dos meados do Séc. XX ao pós-modernismo arquitetónico dos anos 90, tudo está em harmonia e em conflito, tal como a mistura de culturas e estilos, entre Europa e Ásia da qual Moscovo é a maior representante.
A cidade é repleta de contrastes que são inesperados e por vezes causam estranheza. É uma cidade no limite e os moscovitas têm a capacidade de garantir que nunca se saiba o que acontecerá a seguir.

Em Moscovo tudo é possível, e “Moscow XXI” é uma mostra fotográfica dessa alma moscovita do Século XXI, extravagante, artística, contemporânea, mas que não se esquece das suas raízes rígidas e símbolos do passado que existem hoje, com o objetivo de construir uma imagem de cidade global mas original.

É por essa Moscovo que concorre por uma imagem de contemporaneidade, de igual para igual com qualquer outra metrópole mundial, que o autor procura e se revê, criando uma relação afetiva com a cidade.

André Kuzer é arquiteto, nascido em Coimbra, mas com formação realizada entre Lisboa e Madrid. Trabalhou em Genebra, Londres, St. Catarina (Brasil) e S. Paulo. Regressou há 5 anos a Portugal e tem desenvolvido atividade de arquitetura especialmente na zona centro, mas também para o estrangeiro.

No domínio da Fotografia fez a sua formação na Escola Maumaus – Artes Visuais. Nas suas inúmeras viagens pelo mundo recolheu um vasto espólio fotográfico do qual resultou a exposição “View in town” que esteve patente em Coimbra (2017) e Lisboa (2018). Antes tinha exposto, por convite, em Dumfries (Escócia) e Milão (Itália).

É atualmente docente universitário na área da imagem.

A atual mostra “Moscow XXI” resulta de uma bolsa que o autor desenvolveu em residência artística realizada no Verão passado com o apoio do Centro de Estudos Russos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Embaixada da Federação Russa e da Fundação RUSSKI MIR.

Publicar comentário