Back

Jovem que fez parte da Fanfarra dos Bombeiros de Oliveira do Hospital confessou em tribunal que ateou incêndios

Um jovem de 25 anos admitiu ontem, no Tribunal de Coimbra, ter sido autor de três incêndios que se registaram na Chamusca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, no Verão do ano passado.

Os incêndios apenas não ganharam maior dimensão porque foram atacados quase de imediato depois do próprio dar o alerta, revela hoje o Diário de Coimbra.

CentroTV apurou na altura que o jovem fazia parte da Fanfarra dos bombeiros de Oliveira do Hospital, mas não pertencia ao corpo de bombeiros. Trabalhava numa empresa de fabrico de pastelaria e depois de algumas suspeitas, o patrão acabou por o apanhar em flagrante a deitar fogo numa zona florestal.

O Ministério Público adiantou em tribunal que o jovem frequentava um curso de formação profissional numa fábrica de pastelaria na Chamusca da Beira, no âmbito de um protocolo existente entre a empresa e uma instituição particular de solidariedade social que procedia ao acompanhamento do jovem.

Foi acusado pela prática de três crimes de incêndio florestal ocorridos nos dias 12, 20 e 26 de julho de 2016.

O jovem, que padece de uma perturbação no desenvolvimento intelectual de grau ligeiro, foi detido e, na altura,  tal como a CentroTV noticiou, colocado em prisão preventiva por existir o risco de voltar a cometer o crime.

Em tribunal o arguido disse estar arrependido e confessou sem reservas o teor da acusação.

Em relação aos motivos que o levaram a atear os fogos, explicou que estava a passar um “mau bocado” relacionando esse mau estar com o trabalho que fazia, dizendo que trabalhava muitas horas e que não havia bom ambiente entre colegas.

Publicar comentário