Back

Pulseira eletrónica para dois detidos por violência doméstica

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), nos dias 6 e 9 de setembro, deteve dois homens, ambos com 61 anos, por violência doméstica, nos concelhos de Celorico da Beira e de Gondomar.

“No caso de Celorico da Beira, os militares apuraram que a companheira, de 59 anos, era vítima de agressões físicas, psicológicas e ameaças por parte do suspeito. Foi dado cumprimento a um mandado de detenção e, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Seia, ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contatos com a vítima, obrigação de tratamento ao álcool e proibição de aproximação a menos de 250 metros, sendo controlado por pulseira eletrónica”, adianta hoje a GNR em comunicado.

No caso de Gondomar, os militares apuraram que a vítima, de 60 anos, era ameaçada pelo companheiro, mesmo após a separação, tendo a GNR dado cumprimento a um mandado de detenção.

Foi presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, ficando sujeito às medidas de coação de proibição de frequentar ou de se aproximar da residência da vítima, proibição de contactar por qualquer meio, bem como, proibição de se aproximar da vítima num raio de 3 quilómetros, controlado também através de pulseira eletrónica.

Publicar comentário