Back

Um português está entre os mortos de um ataque terrorista no Sri Lanka

Pelo menos 187 pessoas, entre as quais 35 estrangeiros, morreram e mais de 460 ficaram feridas numa série de explosões que ocorreram em igrejas católicas e hotéis no Sri Lanka.

A cônsul de Portugal em Colombo, Preenie Pine, disse este domingo à agência Lusa que existe um português entre as vítimas mortais das explosões que ocorreram em três igrejas e três hotéis no Sri Lanka.

Seis explosões registadas este domingo na capital do país mataram pelo menos 156 pessoas e feriram outras 400, de acordo com o mais recente balanço avançado pela Agência France Press. Entre as vítimas mortais há 35 estrangeiros.

Em declarações à Lusa via telefone, a cônsul avançou que entre as vítimas está “um jovem português, com idade que ronda os 30 anos”, que se encontrava num dos hotéis atingidos por uma das seis explosões que ocorreram esta manhã no Sri Lanka.

De acordo com a cônsul há mais portugueses no país, mas “estão todos bem”, acrescentando que está a dar apoio à mulher da vítima. “É um dia muito triste, estamos chocados”, adiantou.

A polícia refere pelo menos 52 mortos só numa das igrejas atingidas. De acordo com os relatos citados pelas agências internacionais, as explosões atingiram três igrejas e três hoteis, na cidade de Colombo, capital do país.

Os ataques ainda não foram reivindicados. Aconteceram todos à mesma hora, 8h45 locais, meio da madrugada hora de Lisboa. Na altura, nas igrejas muitos fieis celebravam o Domingo da Ressureição.

O ministro das Reformas Económicas já visitou alguns dos locais atingidos e através, da rede social twitter, pediu calma e apelou à população para ficar em casa. O governante relata que muitas vitimas foram levadas para o hospital, incluindo estrangeiros, manifestando esperança que se consigam salvar muitas vidas.

Foi, entretanto, convocada reunião de emergência do conselho de segurança do país.A cônsul de Portugal em Colombo, Preenie Pine, disse este domingo à agência Lusa que existe um português entre as vítimas mortais das explosões que ocorreram em três igrejas e três hotéis no Sri Lanka.Seis explosões registadas este domingo na capital do Sri Lanka mataram pelo menos 138 pessoas e feriam outras 400. A polícia refere pelo menos 52 mortos só numa das igrejas atingidas.

De acordo com os relatos citados pelas agências internacionais, as explosões atingiram três igrejas e três hoteis, na cidade de Colombo, capital do país.

Os ataques ainda não foram reivindicados. Aconteceram todos à mesma hora, 8h45 locais, meio da madrugada hora de Lisboa. Na altura, nas igrejas muitos fieis celebravam o Domingo da Ressureição.

O ministro das Reformas Económicas já visitou alguns dos locais atingidos e através, da rede social twitter, pediu calma e apelou à população para ficar em casa. O governante relata que muitas vitimas foram levadas para o hospital, incluindo estrangeiros, manifestando esperança que se consigam salvar muitas vidas.

Foi, entretanto, convocada reunião de emergência do conselho de segurança do país.

Fonte: Renascença/Lusa

Publicar comentário